Search
Close this search box.

Por que Netuno é considerado a oitava superior de Mercúrio?

Resposta: Mercúrio está, geralmente, associado a razão e a inteligência; a ele atribuímos a regência das vias sensoriais do Sistema Nervoso, que é o meio de “comunicação” entre o Espírito encarnado e o Mundo exterior. Netuno também é relacionado a inteligência, porém, sub-humanas e super-humanas que vivem e se movimentam nos Mundos Espirituais. Essas inteligências operam com e sobre nós. Mercúrio, portanto, indica a inteligência humana focalizada no Mundo Físico. Netuno indica a inteligência de seres suprafísicos. Por isso, ele é considerado a oitava de Mercúrio; mas há nisso um sentido ainda mais profundo.

Se consultarmos um manual de anatomia ou de fisiologia do corpo humano, verificaremos que os sulcos longitudinais na medula espinal se dividem em três partes, que encerram um tubo oco. Cada uma dessas partes é regida por uma das seguintes Hierarquias: a lunar, a marcial ou a mercurial. O predomínio de uma das três sobre o indivíduo dependerá de seu estágio de evolução. No canal espinal, os raios de Netuno iniciam o fogo espiritual espinal por meio do qual o Espírito Humano é capaz de penetrar pelo véu da carne e entrar em contato com os Mundos suprafísicos. 

Hoje, a força criadora está voltada para o Mundo Exterior, na construção de navios, casas, ferrovias, tecnologias, etc. Porém, na infância da humanidade, essa força era voltada para dentro, na construção dos órgãos do nosso Corpo Denso. Da mesma forma como fotografamos o Mundo ao nosso redor sobre a placa de uma câmara escura, assim também os Mundos Espirituais são refletidos no canal espinal, regido por Netuno. Foi lá que, primeiramente, o ser humano contemplou o Deus lunar, Jeová, cujos Anjos eram, então, seus tutores. Mais tarde, o Anjos que se atrasaram na evolução, forçaram a entrada na medula espinal do ser humano (A Queda do Homem). A visão interna espiritual dos seres humanos se extinguiu quando “seus olhos se abriram e viram que estavam nus”.

Então, o homem perdeu o contato com o “Eu superior” e com os Mundos Internos. A dócil criatura de Jeová (simbolizada por Abel e Seth), logo se transformou num ser selvagem e bruto, sob o impulso dos Espíritos de Lúcifer, a Hierarquia de Marte. Contudo, sob as instigações de Marte, o homem também aprendeu a conquistar os obstáculos materiais e a se tornar o arquiteto do mundo. 

Para neutralizar o egoísmo feroz, alimentado pelos marciais e também para educar o gênero humano, os nossos Irmãos Maiores de Mercúrio, cujo elevado grau evolutivo requeria vibrações mais elevadas, foram solicitados a investir também na medula espinal do homem. Por seus esforços, a civilização tomou uma forma diferente. A humanidade está recomeçando, novamente, a olhar para dentro e, quando o raio mercurial encontrar o raio de Netuno, no canal espinal, o homem encontrará novamente o seu “Eu superior” – Neste ponto, o Cristo nascerá internamente.

Portanto, há uma conexão entre a Lua, Mercúrio e Netuno. Os que entram em contato com Netuno por meio da Lua, podem se tornar médiuns irresponsáveis, vítimas de obsessão, etc., mas quando Mercúrio é a porta de entrada, a razão e a compreensão passam a guiar o Espírito. Este poderá se tornar um clarividente voluntário e treinado. Mercúrio com aspectos adversos (quadraturas e oposições) pode, às vezes, induzir a entrada pela porta errada, o que pode resultar em perturbações mentais. Contudo, se estiverem conscientes do perigo, a persistência contínua, junto a elevação da moral pessoal, abrirá a “porta do templo”, pois as forças do bem ascenderão à medida que o tempo passa.


(Pergunta nº 118 do Livro Filosofia Rosacruz em Perguntas e Respostas – Vol. II – Max Heindel – Fraternidade Rosacruz)

Compartilhe e ajude a chegar mais longe

Facebook
Telegram
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Search

Materiais de apoio